in

A Revolução dos Cocos – The Coconut Revolution

Esta historia poderia ter acontecido em qualquer século no passado dito colonial. Porém aconteceu entre 1988 e 1997 e destoa de muitas outras pois é a história moderna de uma notável vitória de pessoas originárias sobre o poder colonial, empresarial e mercenário

1200px-bvdistricts-svgEm meados de 1988 Bougainville, uma ilha no Oceano Pacífico, levantou-se em armas contra empresas e governos corruptos instituídos. A mineradora alvo dos protestos foi a Rio Tinto Zinc (RTZ), uma empresa com nome de rio espanhol de origem anglo-saxã, fundada em 1873 e com sedes em Londres e Melbourne.

Conhecida mundialmente pela sua atuação na explotação de minerais na Oceania, no Canadá e em Guiné-Bissau.

O documentário The Coconut Revolution foi um documentário da National Geographic financiado pelos Soros Foundation que centraliza os fatos entorno das atuações e narrativas de Francis Ona, um dos moradores do entorno da Mina de Paguna que no final da década de 80 representou a população que exigia o cessar das atividades de mineração e uma indenização de 10 bilhões de dólares para revitalização da ilha

Após a negativa dos pedidos a população local iniciou uma série de eventos que provocaram uma guerra civil por quase 10 anos, com início em 15 de maio de 1988 quando a mina de Paguna foi fechada.

coconut-revolutionAté o final da guerra civil, “vencida” pela população local com divergências quanto a quantidade de mortos nos combates, variando entre 15 a 20 mil pessoas de acordo com o governo australiano e de 1 a 2 mil pessoas de acordo com John Braithwaite em Reconciliation and Architectures of Commitment: Sequencing Peace in Bougainville

Pelas suas características intrínsecas é considerada a primeira revolução ecológica da história humana.

O documentário foca e reforça o enfrentamento das diversas iniciativas militares e bloqueio econômico sofrido pelos Boungainvillianos o filme mostra as principais atividades realizadas pela população local na busca de adaptações perante as adversidades tais como produção de energia e sistemas autônomos hidricos, produção natural de alimentos e oficinas de criação tecnológica dos comuns.

Veja o documentário abaixo quando puder e conheça links para aprofundar as pesquisas se lhe interessar o assunto.

Links

John Braithwaite
Reconciliation and Architectures of Commitment: Sequencing Peace in Bougainville

Coletania sobre a Independência de Boungainville
http://www.hartford-hwp.com/archives/24/index-w.html

Linha do Tempo da Guerra Civil de Boungainville feito por Max Watts
http://www.hartford-hwp.com/archives/24/157.html

Espalhe as águas
  • 1
    Share

Escrito por Carlos Diego

O que você achou?

30 gotas
Molhar Secar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...

0

Comentários

Mapeando áreas de risco de desastres em encostas

Descobrindo as outorgas na ANA